domingo, 28 de março de 2010



Talvez eu seja um pouco de tudo que já li
Um pouco de tudo que meu olhar já apreendeu do mundo

Um pouco das belas músicas

Um pouco daqueles que me são queridos

Um pouco de múltiplos sentimentos e algumas fraquezas.

Talvez eu seja um pouco do que você deixou em mim,

Mas em essência, o muito da minha essência
É algo delicado e misterioso…



Rubem Alves

Nenhum comentário: