quarta-feira, 30 de junho de 2010

Meu Deus! Como... (Mario Quintana)


Meu Deus! Como é engraçado!
Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... uma fita dando voltas

Enrosca-se, mas não se embola, vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço

É assim que é o laço. Então o amor e a amizade são isso...
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço.


Mario Quintana

4 comentários:

Thaís Rosa disse...

ah que lindo! amo Mário Quintana <3

Gabriel disse...

Sou suspeito para falar do Quintana, pois realmente sou um fã de seus textos e poemas. Inclusive tenho alguns livros de poesias dele.

Mas ta aí, um texto que eu não conhecia, e como sempre singelo e intelegente. O Quintana consegue ser sutil e sentimental como ninguém.

"Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço." essa frase resume tudo, parabéns pela escolha.

Um ótima semana pra ti,
beijão.

Amanda Capellani disse...

Sou fã do Quintana. Não canso de ler seus textos, são super inspiradores!

Beijos querida
http://cheiadefrescura.blogspot.com/

Rodrigo Passos disse...

sinto cada palavra de Quintana!!!